Rubem Fonseca e A Grande Arte

O livro de Rubem Fonseca com o título de “A grande arte” se passa nos centros da cidade carioca, Rio de Janeiro, em um cenário que denuncia veementemente as violências, inerente pelas relações sociais urbanas e pela dinâmica feroz do capitalismo, assim como a hierarquia das relações de poder. O livro narra a investigação de um caso de estupro de uma prostituta, que está sobe o comando do advogado chamado Mandrake, com o intuito de se tornar detetive. 

Fonte: Google Imagens

 

O personagem desde o começo do romance é descrito em características totalmente humanas e com isso, com certos desvios de moral, como por exemplo, não conseguir se manter fiel a uma única mulher, mesmo tendo um relacionamento fechado com sua cônjuge chamada Alda. Além disso, apresenta comportamentos subversivos a uma pessoa proletária e explorada pelo sistema capitalista, pois o protagonista apresenta consciência de classe. 

Fonte: Google Imagens

 

A linguagem coloquial usada predominantemente no livro, assim como uma brutalidade e violências nas palavras e na descrição dos cenários e pessoas, transmite certa inovação na forma de escrita, pois nunca se usou um método assim antes. Sua escrita classifica-se como romance policial, mas não se manifesta como os tradicionais, pois ao decorrer da história, o escritor explora tramas psicológicos como jogos mentais com o próprio leitor. 

O autor, com sua linguagem coloquial, simples, objetiva, mas ao mesmo tempo levando o leitor a participar da história, sugere que sua forma de escrita aproxima o autor do leitor. Essa característica faz com que a história, pela linguagem e pela proximidade com o leitor, faça da leitura do livro uma viagem inesperada, despretensiosa, mas ao mesmo tempo gerando expectativas e incertezas.

Fonte: Google Imagens

 

Por fim, o título do livro é referente a marca “P” que o assassino faz em suas vítimas no momento do crime, pois a “arte” seria essa marca registrada associado a maestria do assassino em não deixar o mínimo de rastros, vestígios ou indícios. Contudo, ao mesmo tempo, o intuito do romance não é descrever uma história minuciosa de romance policial, mas de trazer ao leitor um labirinto psicológico, descrevendo muitas vezes a humanidade dos personagens. 

Fonte: Google Imagens

 

 FICHA TÉCNICA

Autor: Rubem Fonseca

Título: A Grande Arte

Editora: Companhia das Letras

Páginas: 304 páginas

País/idioma: Brasil/português

Ano: 1990